VALE DOS VINHEDOS BATE RECORDE DE VISITANTES EM 2014.

Mais de 290 mil turistas se encantaram com as belezas da região no ano passado

Redação Bonde
Em meio a paisagens que assumem tons diferentes conforme as estações do ano, o Vale dos Vinhedos é uma atração por si só. Absolutamente tudo o que envolve o distrito é encantador aos olhos do turista, que cada vez mais vem optando pelo roteiro enoturístico sem restrições de épocas, fazendo do local uma opção atemporal de lazer, cultura e turismo.

O grande destaque vai para o aumento significativo de turistas no mês de dezembro, que a exemplo do anos de 2007, 2008 e 2010, superou o número de visitantes da época do inverno.

O ano de 2014 foi emblemático para o Vale dos Vinhedos em termos de turismo. Desde que a Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos, a Aprovale, começou a registar número de visitantes, em 2001, a cifra não era tão expressiva.

Reprodução
Reprodução

Com um aumento de 4% em relação ao ano passado, o roteiro enoturístico atingiu a marca de 294.966 turistas em doze meses. Destes, 32.802 desfrutaram das atrações do Vale no mês de julho, período dos vinhos encorpados e do inverno charmoso da Serra Gaúcha.

O destaque maior, no entanto, foi para o verão. Com o crescente consumo de espumantes brasileiros, o Vale dos Vinhedos também recebeu grande fluxo na estação das temperaturas elevadas e bebidas leves. Em dezembro, na abertura da vindima, estima-se que 36.860 visitantes de todas as partes tenham se rendido ao charme do roteiro. O período inteiro de safra da uva foi movimentado. Com atrações diversificadas, a Vindima atraiu um fluxo de 97.345 visitantes, uma movimentação bem maior que a vindima anterior, onde o Vale dos Vinhedos recebeu 76 mil visitantes.

Divulgação/ Gilmar Gomes
Divulgação/ Gilmar Gomes

Para o presidente da Aprovale, Márcio Brandelli, motivos para comemorar não faltam: “Esse crescente número de turistas, 4% a mais em relação ao ano passado, só tem a nos dizer que estamos no caminho certo. O público está se rendendo ao Vale dos Vinhedos não somente no inverno, época mais tradicional, mas também no verão, em busca de novas experiências com a cultura italiana de nossos principais produtores através da vindima”, pontua Brandelli, que também destaca a meta para 2015: bater a marca dos 300 mil visitantes em um ano.

Desde os primeiros registros, em 2001, a Aprovale contabiliza a evolução do fluxo turístico no Vale dos Vinhedos. Timidamente, o roteiro recebeu naquele ano 45 mil visitantes. Em 13 anos, esse número cresceu 6,5 vezes, traduzindo positivamente o reconhecimento dos vinhos e espumantes brasileiros e consolidando o Vale dos Vinhedos como um dos principais roteiros enoturísticos do Brasil, reunindo paisagens bucólicas, gastronomia acolhedora e, é claro, vinhos de excelente qualidade.

Denominação de Origem

O interesse pelo Vale dos Vinhedos não se resume unicamente a turismo. Para os amantes e profissionais do vinho, o fato da localidade ser a única região do Brasil com Denominação de Origem (DO) de vinhos, atrai todos os nichos de público. O Vale dos Vinhedos responde por 20% da produção nacional de vinhos finos e 25% dos espumantes verde amarelo. As 25 vinícolas associadas elaboram uma média anual entre 12 a 14 milhões de garrafas, além de suco e outros derivados de uva.

Divulgação/ Gilmar Gomes
Divulgação/ Gilmar Gomes

Com a DO Vale dos Vinhedos, o limite de produtividade para os vinhos tanto para tintas quanto para brancas é de 2,5 kg por planta. Para espumantes a quantidade é de 4 kg de uva por planta.

A DO também estabelece que toda a produção de uvas e o processamento da bebida sejam realizadas na região delimitada do Vale dos Vinhedos. As regras de cultivo e de processamento são criteriosas com padrões de qualidade que certificam os produtos somente após comprovada a origem da matéria-prima: 100% da uva deve ser procedente da área demarcada.

Também precisam ser aprovados nas análises físico-químicas e na avaliação sensorial (degustação às cegas), realizada pelo Comitê de Degustação, composto por técnicos da Embrapa, técnicos de associados da Aprovale e da Associação Brasileira de Enologia (ABE).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s