12º EDIÇÃO DO CURITIBA RESTAURANT WEEK.

em

Gastronomia afetiva é o tema da 12ª edição do Curitiba Restaurant Week.
Evento segue até 29 de novembro; refeições custam R$ 39,90 e R$ 51,90.

Chefs de cozinha de mais de 40 restaurantes da capital paranaense se preparam para a 12ª edição do Curitiba Restaurant Week, que começa na segunda-feira (9). Em 2015, o tema do festival é a gastronomia afetiva. Os chefs prometem pratos que vão fazer os consumidores lembrarem da infância, viagens inesquecíveis e momentos em família. O evento segue até o dia 29 de novembro.

As refeições – entrada, prato principal e sobremesa – têm preços fixos de R$ 39,90 o almoço e R$ 51,90 o jantar. Os valores serão cobrados durante o festival. Se o cliente desejar pode pagar mais R$ 1 que será doado ao Hospital Pequeno Príncipe. De acordo com a organização do evento, em média, 46% das pessoas visita de três a 10 restaurantes durante o festival.

Foto gastronomia Foz do Iguaçu  (Foto: Mauro Orlandi / Arquivo pessoal )
Filé-mignon de porco com abóbora e vagem
(Foto: Mauro Orlandi / Arquivo pessoal )

Os pratos disponibilizados no evento também fazem referência à trajetória dos chefs e dos restaurantes participantes.

Mauro Orlandi, de 49 anos, é italiano e trabalha como chef de cozinha há 13 anos. Atualmente, Orlandi faz parte da equipe do Thai Restaurante Thailandês. Ele explica que um dos pratos escolhidos para o festival faz referência a uma viagem que fez a Tailândia.

“Quando era bem novo, fiz uma espécie de ‘mochilão’ para o país. Lembro que não tinha muito dinheiro, mas sempre tentei experimentar as comidas de lá. Um dos primeiros pratos que escolhi foi o filé-mignon de porco com abóbora e vagem. Na receita vai abóbora, leite de coco e curry, que é uma pasta a base de camarão e pimenta importada diretamente da Tailândia. Os ingredientes combinam muito bem entre si”, afirmou ao G1.

Orlandi contou que ao voltar da viagem continuou trabalhando como chef de cozinha italiana. Porém, nunca esqueceu do gosto peculiar daquele prato. “Lembro que comi outros pratos na Tailândia, mas sempre que ia nos restaurantes pedia por esse. Ele marcou tanto as minhas lembranças que quando voltei, mesmo trabalhando com sabores italianos, sempre colocava esse prato nos jantares que fazia em minha casa”, disse.

Segundo o chef, que trabalha a quatro anos no Thai, o ambiente do restaurante proporciona sentimentos únicos as pessoas.

“Acho sempre importante o chef estar no salão e conversar com os clientes para ver se gostaram do serviço e dos pratos oferecidos. Temos que, acima de tudo, deixar o cliente satisfeito para que ele goste do local e o recomende para outras pessoas”, ressaltou.

Para o chef de cozinha Carlos Roberto Madalosso Filho, de 37 anos, que também é proprietário do Forneria Copacabana, o prato precisa agradar o cliente desde a apresentação.

“Muitas vezes, as receitas novas não geram envolvimento. A tendência é misturar receitas clássicas com autorais. A partir daí, é feito um resgate da história, ou seja, o prato remete afetivamente a alguma coisa ou momento de vida do consumidor”, contou.

Polenta (Foto: Divulgação/Forneria Copacabana)Polenta cremosa servida com boeuf bourguignon
(Foto: Divulgação/Forneria Copacabana)

Antes de assumir a cozinha do Fornearia Copacana, o chef ainda trabalhou em uma cantina da família. “Mexo com isso a aproximadamente 10 anos. Então, todo o meu conhecimento como chef é aplicado em meu restaurante. Eu que crio o cardápio, faço as receitas e organizo tudo por lá”, disse.

Beto Madalosso, como é conhecido, preparou dois pratos especiais para o evento. Um deles é composto de uma polenta branca cremosa servida com boeuf bourguignon – bife de carne bovina refogado em vinho tinto com alguns vegetais e condimentos. “É a mistura de uma receita francesa com italiana e parece muito com a tradicional carne de panela. Isso me lembra a comida minha mãe faz até hoje”, afirmou.

Mais informações sobre o Curitiba Restaurante Week podem ser consultadas no site.

Confira a lista completa dos restaurantes participantes:
– Anarco
– Armazém 71
– Armazém Santo Antonio
– Avenida Paulista
– Babilônia – Batel
– Babilônia – Cabral
– Banoffi
– Cantina do Délio
– Canto do Monge
– Capitu
– Cenacolo
– Duo Cuisine
– Famíglia Fadanelli
– Forneria Copacabana
– Gambero Cozinha Casual
– Gianfranco Massas
– Grappolo e Vino Bistrô
– Karbonel Gourmet
– Karbonell Frutos do Mar
– L’Entrecôte de Paris
– La Pasta Gialla
– Le Rechaud
– Limoeiro Casa de Comidas
– Mabu Curitiba Business
– Maccheroni Contemporâneo
– Maccheroni Trattoria
– Mahatma Gourmet
– Mezanino das Artes
– Mia Trattoria Criativa
– Montecristo Wine Steak Pasta
– Pantucci Trattoria
– Petit Château
– Pimenta Brasserie
– Restaurante Picanhabrava
– Scavollo
– Scavollo Grill
– Thai Restaurante Thailandês
– Tuna
– Vin Bistrô
– Vindouro Bistrô
– Zea Mais

Fonte: Daiane Baú – G1 PR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s